Programação

DOMINGO, 25/02/2018
HORÁRIO: DAS 
8h00 às 18h00*
 REALIZAÇÃO DOS MINICURSOS PRÉ-CONGRESSO**:
*Intervalo para almoço das 12h00 às 14h00.
**Os minicursos do dia 25/02 iniciam-se às 8h00 desse dia e encerram-se no dia 26/02 às 18h00.
Para inscrição clique: aqui


 

1. Identificação de famílias de Diptera.
Ministrantes:
Adriana Couto Pereira (IFPR) (http://lattes.cnpq.br/1396250950007326)

Diaine Cortese (IFPR) (http://lattes.cnpq.br/0586698901472290)
E
menta: A ordem Diptera e suas principais subdivisões. Características anatômicas e morfológicas de interesse na identificação. Principais chaves de identificação disponíveis para o Brasil. Prática: Identificando “Nematocera”. Prática: Identificando Brachycera.

Carga horária: 12h
Datas de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.

Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 25.
_____________________________________________________________________________________________________________________________

2. Análise e edição de sequências de DNA para estudos filogenéticos e filogeográficos
Ministrante:
Aline Cristina Martins (UnB) ( http://lattes.cnpq.br/3827305811455347)

Ementa: Esse minicurso se propõe a apresentar diversas ferramentas de edição e análise de sequências de DNA, para sua utilização em estudos filogenéticos e filogeográficos. Para aqueles que coletam dados próprios, abordaremos as formas de avaliar a qualidade do sequenciamento, produzir consensos e, ainda, desenhar e testar novos primers para aumentar a eficácia do trabalho em laboratório. Também abordaremos os métodos de busca e comparação de sequências em bases online. E ainda, atendendo a um pré-requisito de todas revistas da área, abordaremos a submissão de sequências ao GenBank, incluindo anotação prévia exigida por essa base. O curso será fundamentalmente prático e os alunos poderão utilizar dados próprios e/ou de trabalhos publicados.
Carga horária: 10h
Local: Jardim Universitário
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 20.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________


3. Biologia e identificação de borboletas

Ministrantes:
André Roberto Melo Silva (UNA) (http://lattes.cnpq.br/5847586988840879)

Marina do Vale Beirão (UFOP) (http://lattes.cnpq.br/1582175871752597)
Ementa: Durante o curso serão apresentados os conceitos gerais sobre a biologia da ordem Lepidoptera (morfologia, comportamento, ciclo de vida, alimentação, reprodução), descrição e caracterização das seis famílias e das principais subfamílias de borboletas e a teoria sobre os métodos de coleta de borboletas. Além disso, será realizada uma aula prática em campo sobre as principais metodologias de coleta de lepidópteros e visualização de exemplos de aspectos comportamentais e identificação das famílias, subfamílias, gêneros e quando possível, de espécies.
Carga horária: 12h

Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 30.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

6. Ecologia de comunidades de macroinvertebrados – ferramenta para avaliação da qualidade ambiental em ambientes límnicos.

Ministrantes:
Edinalva Oliveira (http://lattes.cnpq.br/3363267654037838)

Ana Aparecida Nogueira Meyer (Universidade Positivo) (http://lattes.cnpq.br/0751391522553967)
Ementa: Caracterização dos ambientes límnicos (sistemas lóticos e lênticos). Protocolo de Avaliação da Diversidade de Habitats em Trechos de Bacias Hidrográficas. O papel das Macrófiitas aquáticas e biotipos ecológicos de macrófitas nos ambientes limnicos. Estrutura das comunidades de macroinvertebrados. Guildas tróficas e guildas ambientais em comunidades de macroinvertebrados. Principais técnicas para coleta, preservação e ferramentas para identificação de macroinvertebrados. Fundamentos do índice Biological Monitoring Working Party System (BMWP) de avaliação da qualidade ambiental para ecossistemas limnicos com base nos Macroinvertebrados. Espécies exóticas invasoras de macroinvertebrados e alterações na estrutura de comunidade de macroinvertebrados. Ecologia de populações de Moluscos Limnicos – com ênfase na Biologia Reprodutiva.
Carga horária: 15h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 30.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

7. Insetos aquáticos indicadores de integridade ambiental: teoria e prática
Ministrantes:
Erika Mayumi Shimabukuro (UFSCar) (http://lattes.cnpq.br/2984229588673612)

Carolina Vieira da Silva (EDUVALE) ( http://lattes.cnpq.br/5261944912844021)
Ementa: Este curso teórico-prático visa ressaltar a importância da comunidade de insetos para os ecossistemas aquáticos, e sua aplicação em programas de avaliação ambiental. Além de adquirirem os conceitos teóricos envolvendo a biologia, a ecologia dos insetos aquáticos e o seu uso como indicadores ambientais, os alunos realizarão uma atividade de campo na qual serão abordados os métodos de amostragem da fauna e mensuração de variáveis ambientais. O processamento das amostras e a análise dos organismos serão realizados posteriormente em laboratório com auxílio de estereomicroscópios, pinças e placas de petri. Eventualmente, microscópios poderão também ser utilizados para análise de determinadas estruturas morfológicas. Ao final do curso, os dados obtidos serão analisados através da aplicação de índices bióticos e ferramentas estatísticas.
Carga horária: 12h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 25.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________


9. Diversidade e biogeografia de 'peixes' neotropicais de água doce.

Ministrante:
Fernando Rogério de Carvalho (UFMS) (http://lattes.cnpq.br/2546070466753742)

Tiago Pinto Carvalho (UFRGS) (http://lattes.cnpq.br/4604053559093601)
Ementa: A ictiofauna neotropical é uma das mais ricas em espécies do planeta, com estimativa de 8000-9000 espécies. Descrever e entender sistematicamente essa diversidade é um desafio para os ictiólogos neotropicais. Para introdução no assunto, propomos a caracterização geral das principais ordens de peixes dulcícolas neotropicais e comentários de suas relações evolutivas, bem como particularidades da biologia, ecologia e padrões biogeográficos. Para caracterização dos grupos taxonômicos, apresentaremos os principais caracteres diagnósticos que permitem reconhecer as principais ordens, famílias e gêneros. Em biogeografia abordaremos alguns padrões e processos biogeográficos, segundo os principais atributos da história de vida de algumas espécies, associados com a história geológica da região neotropical e as mudanças evolutivas que permitiram a sobrevivência e diversificação desses táxons no neotrópico.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________


10. Ações antrópicas e sucesso adaptativo de Aedes (Stegomyia) aegypti (Linnaeus, 1762), Aedes (Stegomyia) albopictus (Skuse, 1894) e dificuldades para vigilância e controle do vetor.

Ministrante:   João Antonio Cyrino Zequi (UEL) (http://lattes.cnpq.br/7409155095644588)
Ementa: Histórico de Aedes aegypti e Aedes albopictus no Brasil. Processos adaptativos perante ações antrópicas e mudanças ambientais. Caracteres anatômicos para identificação de Aedes aegypti e Aedes albopictus. Programas de Vigilância e Controle do Aedes no Brasil e novas tecnologias. Estudo de caso sobre vigilância e controle de Aedes adotado na Universidade Estadual de Londrina.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________


11. Conservação e produção sustentável: comportamento e distribuição de onça-pintada em uma fazenda no Pantanal
Ministrante:

Julio Cesar de Souza (UFMS) ( http://lattes.cnpq.br/7184145116208107)
Ementa: Possibilitar aos participantes um conhecimento sobre o Pantanal. A inserção e importância das fazendas de pecuária para região e o uso de forma sustentável para pecuária; a conservação de animais silvestres em especial as onças-pintadas em uma fazenda pantaneira; comportamento das onças ao predar o gado; o homem pantaneiro. Interação homem x meio ambiente – sustentabilidade; quais caminhos percorrer para preservar meio ambiente (ecologia e conservação).
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

12. Tafonomia – ou “como esse fóssil chegou até aqui?”
Ministrante:
Kamila Luisa Nogueira Bandeira (Museu Nacional/UFRJ) (http://lattes.cnpq.br/9936981889817493)

Ementa: Dentro do campo da Paleontologia, a tafonomia é a disciplina que estuda a formação dos fósseis, investigando todos os processos desde a morte do organismo até a exposição final, ou seja, quando o fóssil é descoberto pelos paleontólogos. Serão abordados neste curso os diversos processos envolvidos tais como transporte, decomposição, diagênese e fossilização, além das informações paleobiológicas (como reconstrução de paleoambientes e relações ecológicas desses organismos) que podem ser obtidos por estudos tafonômicos. Também será enfatizado a actuopaleontologia, ramo da Tafonomia onde se utilizam experimentos com espécies atuais de modo a responder problemas paleontológicos e paleoecológicos, assim como o uso da paleobiologia como ferramenta para a Biologia da Conservação.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

16. Introdução à ilustração zoológica
Ministrante:
Oscar Akio Shibatta (UEL) (http://lattes.cnpq.br/7655450575101641)

Ementa: Noções de ilustração científica aplicada à Zoologia, com vistas à elaboração de desenhos para publicação em periódicos científicos.
Carga horária: 12h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

19. R versus zoólogos: será que dá match?
Ministrantes:
Priscila Lemes de Azevedo Silva (Unesp-Rio Claro) (
http://lattes.cnpq.br/7228776843625214)
Fabiana Gonçalves Barbosa (http://lattes.cnpq.br/9150197992912194)
Ementa: No passado, usávamos programas estatísticos e de SIG, mas isso implicava a disponibilidade de programas gratuitos ou compra de programas. Nos últimos anos, a crescente popularização do R mostra a facilidade de trabalhar com essa linguagem voltada para análise de dados. Hoje, boa parte da comunidade acadêmica usa o R como programa principal para suas análises. Então, neste minicurso, nós (ministrantes) apresentaremos o ambiente R para vocês (zoólogos - participantes do minicurso). O participante aprenderá noções básicas de funções/comandos para (i) realizar testes/análises estatísticas e (ii) criar/editar gráficos e mapas no ambiente R. E ai, será que vai dar match? (Este minicurso não tem como objetivo ensinar estatística – ele visa apenas a sua aplicação prática no ambiente R)
Carga horária: 12h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 20.

____________________________________________________________________________________________________________________________________________

20. Biodiversidade em insetos; curiosidades, principais grupos, coleta e as grandes coleções entomológicas do Brasil.
Ministrantes:
Rafael Campos de Barros (UEL) (
http://lattes.cnpq.br/5917795313040299)
Bianca Piraccini Silva (UEL) http://lattes.cnpq.br/2376438213654194
Ementa: Biodiversidade e importância dos insetos. Métodos e equipamentos de coleta. Confecção, preparo e cuidados para se montar uma gaveta entomológica. Grandes coleções entomológicas do Brasil.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 30.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

22. Biogeografia e co-evolução.

Ministrantes:
Silvio S. Nihei (USP) (http://lattes.cnpq.br/0716590092952409)

Daniel Maximo Corrêa de Alcantara (USP) (http://lattes.cnpq.br/1319133617898509)
Ementa: Bloco 1 - Biogeografia: Conceitos fundamentais. Áreas de distribuição e áreas de endemismo. Processos (vicariância, dispersão, extinção). Sistemas teóricos em Biogeografia e seus métodos analíticos. Métodos de padrão e de eventos. Exercícios computacionais. Bloco 2 - Co-evolução (ou métodos co-filogenéticos): Conceitos básicos e como eles moldaram nossa forma de interpretar associações entre organismos. O Paradigma de Estocolmo e sua importância na compreensão de associações ecológicas. Métodos de congruência, métodos de eventos e suas diferenças. Exercícios computacionais.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 20.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

21. Fundamentos da Biologia Sistemática.
Ministrante:
Rafael Gomes de Souza (Museu Nacional/UFRJ) (
http://lattes.cnpq.br/8227686223644415)
Ementa: Apresentação dos preceitos filosóficos que regem a Biologia Sistemática, com implicações diretas e indiretas na forma em que os métodos sistemáticos são conduzidos. Serão abordados temas como base filosófica para inferências filogenéticas, confecção de caracteres, homólogos e homologia x homogenia, como ler e interpretar cladogramas e formas de testar e comparar hipóteses filogenéticas.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

25. Cupins, baratas sociais? Noções de ecologia, evolução e identificação.
Ministrantes:
Tiago Fernandes Carrijo (UFABC) (http://lattes.cnpq.br/4916785891018852)

Adriana Carolina Cuezzo (MZUSP) (http://lattes.cnpq.br/6893918590317313)
Joice P. Constantini (MZUSP) (http://lattes.cnpq.br/9954274190756596)
Ementa: Os cupins são insetos eussociais com reconhecida importância ecológica e econômica. O estudo e conhecimento do grupo na região Neotropical se incrementou nas últimas décadas desde áreas clássicas, como a taxonomia, até abordagens recentes como metagenômica de seus simbiontes intestinais. O Brasil possui o maior número de pesquisadores trabalhando com cupins no mundo, e o objetivo deste minicurso será apresentar as principais linhas de pesquisa para alunos de graduação que queiram ter um primeiro contato com o grupo, assim como ser ferramenta para atualização de profissionais que já trabalham com cupins.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 30.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

26. Desenvolvimento do olhar zoológico: o uso da fotografia como metodologia científica.
Ministrante:   Yuri Fanchini Messas (Unicamp) (http://lattes.cnpq.br/0737732726710907)
Ementa: O rápido desenvolvimento tecnológico que vem ocorrendo ao longo das últimas décadas transformou a fotografia digital em uma poderosa ferramenta metodológica em estudos científicos. Apesar do crescente interesse de pesquisadores em explorar o potencial da Fotografia em trabalhos sobre zoologia, ecologia, comportamento, taxonomia e história natural, o uso da Fotografia na Biologia ainda é pouco explorado no Brasil. Este curso teórico-prático objetiva estimular o desenvolvimento do olhar biológico e despertar nos participantes o interesse pelo incrível mundo da Fotografia Científica Ambiental.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

30. Zoologia na era digital: produção multimídia para divulgação científica
Ministrante:
José Sabino (UNIDERP) (
http://lattes.cnpq.br/9198286227068321)
Ementa: O minicurso pretende fornecer ferramentas de documentação, registro e divulgação de zoologia. Conceitos básicos de comunicação, técnicas de produção multimídia para divulgação e estratégias de popularização da ciência. Bases da produção audiovisual na era digital. Produção de material para diferentes mídias. Uso de equipamentos de fotografia, vídeo e áudio em divulgação de zoologia. Conteúdo multimídia como instrumento de ensino e conservação. Estudos de caso de conservação da fauna brasileira. Curadoria de conteúdo multimídia em zoologia.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________


31. A bioacústica como ferramenta de estudo e conservação de baleias e golfinhos.

Ministrante:
Lilian Sander Hoffmann (UFRGS) (http://lattes.cnpq.br/9894474384094223)

Ementa: Cetartiodactyla: biologia e evolução. Origem e evolução das estruturas acústicas. Principais propriedades físicas dos sons no ambiente aquático. Produção e recepção de sinais acústicos por cetáceos. Adaptações morfológicas e fisiológicas dos cetáceos para emissão e recepção sonoras. Significados ecológico e etológico da emissão e recepção de sons (ecolocalização e sons de comunicação). Estrutura acústica e caracterização dos tipos de sons emitidos. Principais equipamentos para aquisição e interpretação de sinais acústicos. Técnicas de campo e análise dos sinais. Poluição sonora para cetáceos: principais fontes geradoras de ruído. Bioacústica e conservação.
Carga horária: 12h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

32. Ecologia das comunidades de aves marinhas

Ministrante:
Joaquim Olinto Branco (UNIVALI) (
http://lattes.cnpq.br/3241905846920207)

Ementa: Introdução ao tema, principais metodologias utilizadas no estudo das comunidades. Estratégias reprodutivas e de alimentação em aves marinhas continentais e oceânicas. Interação entre pescadores e aves marinhas e programas de conservação no Brasil.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 20 e Máxima 40.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

33. Técnicas de amostragem do comportamento animal

Ministrantes:
Luciana Barçante (UERJ) (
http://lattes.cnpq.br/4816789815122787)

Cristiano Schetini de Azevedo (UFOP) (http://lattes.cnpq.br/0765515202045181)
Ementa: Fazer uma breve introdução ao estudo do comportamento animal. Abordar o que é etologia e apresentar as principais metodologias de coleta de dados comportamentais. Realizar a prática das principais metodologias de coleta de dados comportamentais. Introduzir os principais tipos de análises de dados comportamentais. Abordar o papel do estudo do comportamento animal na conservação das espécies animais, com a exemplificação de estudos e métodos que podem ser aplicados durante ações de proteção a espécies ameaçadas.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Parque das Aves
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 30.


_____________________________________________________________________________________________________________________________

35. Role Playing Game (RPG) e Jogos Eletrônicos: suas potencialidades como ferramentas facilitadoras no ensino e educação, com ênfase em Ciências e Biologia.
Ministrante:
Fabrício da Costa Caxias (Escola Bosque Eidorfe Moreira) (
http://lattes.cnpq.br/9396789120281175)
Ementa: O minicurso trata de fundamentos do uso de Role Playing Games (RPG) e Jogos Eletrônicos na educação, com uma maior ênfase na disciplina de Biologia em vários níveis de educação básica.
Carga horária: 16h
Data de Realização: Domingo, 25/02/2018 e Segunda feira, 26/02/2018.
Local: Jardim Universitário
*Vagas: Mínimo 12 e Máxima 30.


*A realização do minicurso está condicionada ao preenchimento mínimo de vagas por turma. Não atingindo esse mínimo, a comissão organizadora se reserva no direito de cancelar o minicurso e o participante inscrito será remanejado a outro minicurso de seu interesse ou pode solicitar o cancelamento da inscrição para o minicurso.